Fragmento 28

“Um hálito de música ou de sonho, qualquer coisa que faça quase sentir, qualquer coisa que faça não pensar”

Fernando Pessoa .