as vezes…

Viver, às vezes, me parece tão cansativo…”

. Débora Büttcher .