Flores no Sótão

Jardim dos Esquecidos - V. C. Andrews

_ Cathy – disse Cory bem baixinho. – Não gosto de não ter mais mãe.
_ Você tem uma mãe: eu.
_ Você é tão boa como uma mãe de verdade?
_ Eu o amo muito Cory, é isso que faz uma mãe de verdade

. V.C. Andrews in O Jardim dos Esquecidos .

Eu me lembro como se fosse ontem quando peguei esse livro na estante da biblioteca do Instituto de Estudos de Línguas da Unicamp. Lembro que fiquei em dúvida se o levava ou não, pois pelo que havia lido na orelha, ele era parte de uma saga e a biblioteca só tinha o primeiro e o terceiro dos 5 que compunham a saga toda. Porém o nome me chamou tanta atenção que tive que levar. E não me arrependi, embora a história seja muito chocante e triste. A verdade é que o livro dá agonia. Você sente o medo, a angústia, a solidão, as necessidades mais básicas das quatro crianças louras e lindas que são encerradas num sótão por uma mãe ambiciosa e uma avó tirânica. De verdade, é o tipo de livro que nunca mais sai da cabeça. Uma narração impecável que faz com que você se sinta na pele das pobres crianças. É um conto de fadas perverso e arrepiante.  O segundo livro da saga, que encontrei por acaso em um Sebo na Av. Morumbi quando trabalha lá,  mantém o mesmo nível de qualidade de narração e é impressionante como consegue passar o drama das crianças, agora maiores, de uma forma muito viva e real.

Encolhida em meu colo, estava minha irmãzinha. Não aparentava mais que três anos, tão miúda, tão penosamente miúda e enfraquecida, embora já tivesse oito. Em seus grandes olhos azuis, marcados por olheiras, havia mais sofrimentos e segredos sombrios do que uma criança de sua idade deveria conhecer. Os olhos de Carrie eram idosos, muito idosos”

. V.C. Andrews in Pétalas ao Vento .

Já o terceiro e quarto livros são terríveis. Eu destetei ambos. Uma história que poderia ter sido maravilhosamente finalizada no segundo livro, tomou uma proporção gigante e acabou ficando enfadonha e forçosamente cheia de dramas familiares pouco prováveis. Não cheguei a ler o quinto livro da saga, embora ele esteja comigo. Algum dia quem sabe tomo coragem para saber o que mais essas pobres crianças (já adultas no terceiro e quarto livros) e suas futuras gerações podem sofrer ainda.

Leia aqui mais informações sobre a saga (em inglês).

8 comentários sobre “Flores no Sótão

  1. Danieli Milani disse:

    Alguém pode por favor me dizer o nome dos livros em ordem?eu preciso muito ler os livros e saber como é a continuação,eu fiquei apaixonada pela historia!

    • Lyani disse:

      Daniele,
      Segue a ordem:
      1979 – Jardim dos Esquecidos (Flowers in the Attic)
      1980 – Pétalas ao Vento (Petals on the Wind)
      1981 – Os Espinhos do Mal (If There Be Thorns)
      1984 – Sementes do Passado (Seeds of Yesterday)
      1986 – Jardim de Sombras (Garden of Shadows)
      Abraços,
      Lyani

  2. Raissa de Godoy Pereira da Silva disse:

    Por favor me ajude, queria muito comprar o livro mas n acho pra comprar. Você sabe aonde posso comprar? Na missa cidade Itapira São Paulo n tem livraria :/ me ajuda

    • Lyani disse:

      Oi Raíssa, tudo bem?
      Esse livro é bem antigo, muito difícil você achá-lo em livrarias mesmo. É mais capaz de você encontrar em algum sebo. Eu li os da biblioteca da Unicamp, onde eu era estagiária. Talvez você encontre pra baixar na internet. Dá uma olhada. Vale realmente muito a pena!!!
      Um beijo!!!

  3. Kaya Barros disse:

    Lyaaaniii……. me encontrei aqui, definitivamente!

    Nossa…..só tem gente de calibre aqui nesse blog! Fiz um “tour básico” pelas citações que vc publica aqui, e simplesmente amo os autores……..

    Pronto. Voltarei mais vezes… :-))

    Beijosss =********

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s