Retrato

 

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?”

. Cecília Meireles .

7 comentários sobre “Retrato

  1. Fernando disse:

    Uma mas minhas maiores alegrias esse ano foi ter lido as poesias completas da Cecília… É lindo, lindo… Tinha que estar no topo das citações de poesia mesmo no seu blog! Ainda mais no seu blog, que consegue agrupar trechos dos mais lindos da literatura… (sem falar nas imagens combinadas, como esse espelho em pedaços, cacos, reflexo…)

    Bjs

    Fe

  2. Ariadne Manfredini disse:

    Que liiiiiiiiiiindo! a Cecilia arrasa!

    Vc tem algum site ou blog especial sobre ela pra me indicar? Sempre que procuro, acho as mesmas coisas…

    bjos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s