E inicia-se um novo ano…

Fui mirar-me num espelho
e era meia-noite em ponto.
Caiu-me o cristal das mãos
como as lembranças no sono
Partiu-se meu rosto em chispas
como as estrelas num poço
Partiu-se meu rosto em cismas,
─ que era meia-noite em ponto.

Dizei-me se é morte certa,
que me deito e me componho
fecho os olhos, cruzo os dedos
sobre o coração tão louco
E digo às nuvens dos anjos:
“Ide-vos pelo céu todo,
avisai a quem me amava
que aqui docemente morro”

. Cecília Meireles in Mar Absoluto, Retrato Natural .

O ano se foi. E com ele o meu “eu” de antes.
Um novo ano se inicia, e eu também sou nova…

8 comentários sobre “E inicia-se um novo ano…

  1. Ariadne disse:

    Ly

    Esse poema da Cecília é mesmo lindo!
    Pois é, acho que vou tentar seguir o seu conselho e assim como Shiva, tocar o tambor da ressurreição.
    “O meu hoje está morto”.
    E assim vou tentar renascer para o amanhã, mais ou menos como diz o vídeo institucional da OM Propaganda.
    “Deve-se matar-te a ti mesmo
    Deve-se desaparecer diante de ti mesmo…”

    Bessosssssssssssssssssssssss

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s