Objetos, não pessoas

Posso dizer logo de início: aquele não era o meu tipo normal de trabalho. Gosto de trabalhar sozinha, em meu laboratório bem iluminado, limpo e silencioso. {…} Não pude conter um suspiro. Meu trabalho tem a ver com objetos, não pessoas. Eu gosto de matéria, fibra, a natureza dos variados materiais usados para fazer um livro. {…} Claro que um livro é mais do que a soma de seus materiais. É um artefato da mente e da mão humanas. Os batedores de ouro, os moedores de pedra, os escribas, os encadernadores, são os indivíduos com quem eu mais me sinto à vontade. Às vezes, no silêncio, essas pessoas falalm comigo. Permitem-me ver quais são suas intenções, e isso me ajuda com meu trabalho”

. Geraldine Brooks in As Memórias do Livro .

Longe demais

Não havia ponte entre os mundos que os separavam. Haviam viajado para longe demais um do outro e não havia retorno. Não havia agora, nunca haveria”

. Sidney Sheldon in A Ira dos Anjos .