Terra tão calma

Demorei-me um pouco por ali, sob o sereno céu, a olhar as mariposas que esvoaçavam entre as urzes e as campânulas, e a ouvir o vento suave a soprar na relva, e pensando sempre que ninguém poderia atribuir um sono agitado aos habitantes daquela terra tão calma”

. Emily Brönte in O Morro dos Ventos Uivantes .

4 comentários sobre “Terra tão calma

  1. Sweet T disse:

    Que engraçado
    Cheguei aqui de link em link e me deparei com uma citação do livro que estou lendo no momento…
    Adorei a proposta do blog… visitarei sempre!

    Bjs
    Sweet T (www.sweetepiphany.wordpress.com)

  2. Confucioues disse:

    Realmente tal relato consegue me trazer paz ao espírito. Paro e penso para refletir sobre a possibilidade de algo tão sereno nesse mundo conturbado. Creio ser um alívio a nossa estressante rotina.

    Obrigado pelas belas palavras,
    Abraços

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s