Fragmento 154

Quem sou eu para mim? Só uma sensação minha.

O meu coração esvaia-se sem querer, como um balde roto. Pensar? Sentir? Como tudo cansa se é uma coisa definida!”

. Fernando Pessoa in O Livro do Desassossego .

2 comentários sobre “Fragmento 154

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s