Fragmento 310

Todo esforço é um crime porque todo o gesto é um sonho morto”

Fernando Pessoa in O Livro do Desassossego .