Tanta falta

Por que sinto falta de você? Se você nem ao menos existiu de verdade? Por que sinto falta do outro tom do meu cabelo, dos olhos lindos que nunca tive? Porquê sinto saudades daquelas escadas imponentes? Por que me faz falta o sol entrando pela janela e tocando aquela cama em que jamais me deitei? Por que seu sorriso carinhoso, seu olhar, seu toque, suas palavras me fazem suspirar de saudade, se nunca de fato ocorreram? Por que sinto saudades e choro pela falta do filho que não gerei? Por que sinto saudades das lindas roupas e do bom gosto em combiná-las que nunca tive? Por que as rosas? Por que justamente elas me fazem tanta falta se nunca as vi ou senti seu perfume? E aqueles olhares? Por que me faltam se nunca se puseram sobre mim? O perfume, o seu tão conhecido perfume que nunca senti, me faz falta. Me faz falta tudo que você nunca me disse, e as longas manhãs e cafés que nunca tomamos juntos e os presentes que nunca me deu. E aquelas pessoas, irmãos, cunhados, sobrinhos, afilhados, todos familiares que nunca tiveram o meu sangue e também fazem falta. E a aliança que nunca colocou em meu dedo, faz falta. E a ausência que sinto quando lembro dos sonhos que nunca realizamos. E o vazio de tantas coisas que nunca vivi e no entanto… me fazem tanta falta.

{ Lyani } 03/02/2007

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.

10 comentários sobre “Tanta falta

  1. O Trovador disse:

    E viva o Estilo Fernando Pessoa de viver…

    Nada será do jeito que queremos, a não em nossa imaginação, então sonhar antes de viver, ou melhor, somente sonhando estamos realmente vivos.

    Quem dirá que essas coisas das quais sente tanta falta realmente não aconteceram?

    Talvez em algum lugar distante, em passado ausente ou numa outra realidade que só existe dentro de nós ^^

    Ao proximo e ultimo por hoje 😛

  2. Roberta Cristina Lopes disse:

    Deus te deu um dom menina….o dom de descrever com perfeição coisas que todos os seres são capazes de sentir mas nem sempre de expressar….

    “Por que sinto saudades e choro pela falta do filho que não gerei?”

    Porque só a imaginação nos faz viajar à dimensões tão reais que a falta é um fato dentro de nosso subconsciente….

    “E a aliança que nunca colocou em meu dedo, faz falta.”

    Mais falta ainda faz a aliança que ele me deu e ele mesmo tirou sem quere-la mais….a minha está aki, na minha mão….mas agora parece pesar tanto….por mim e por ele…

    Bjos

  3. Aline disse:

    Querida, sempre venho aqui te visitar mas nunca postei um comentário.
    Porém com esse teu post, me senti no “dever”.
    Poxa, guria… me identifiquei muito. Não sei se é o momento, a dor… mas sinto tudo que faleste ali. Quisera eu me expressar tão bem. Parabéns.

    Bjos.

  4. Ana Luisa disse:

    PERFEITO!!!!
    Lyani, poxa, vc me castiga escrevendo assim. Parece que já conversamos muuuuito e que vc escreve sobre minhas faltas.
    “Se você nem ao menos existiu de verdade?” Um dia ouvi a seguinte afirmação: se não ficou é pq nunca foi seu realmente. Acho que hoje entendo isso. Na verdade nunca foram reais as palavras, os sorrisos, as promessas, as combinações…nunca existiu.

    Beijo.

  5. Lucieide disse:

    “Me faz falta tudo que você nunca me disse, e as longas manhãs e cafés que nunca tomamos juntos e os presentes que nunca me deu.”

    Com todo o respeito, querida… CARA**O, Lyani!!! Que texto!

    Beijos

  6. Monique disse:

    Lyani, Lyani… Nem sei por onde começar… Leio os seus textos no serviço no finzinho da noite e lá não dá pra comentar… Em casa chego cansada demais e publico somente meus textos dispersos q ficaram acumulados ao longo dos meses no caderno, pedindo para existir de fato, implorando para ser lidospor alguém. Enfim algum deles conseguiu chegar até vc… e eu fico feliz pois te admiro muito e as suas palavras tocam o cerne da alma.

    Obrigada por deixar a minha vida mais suave com este seu talento e obrigada por compartilhar suas dores conosco, pois sua dor também é nossa. Qdo te leio sinto junto oq vc parece sentir…

    Me identifico demais com vc!!! =)

    Aliás, vc, a Poetriz, a Kaya (livre-essencia.blogspot.com), a Ticiana (mulherdalua.blogspot.com), a Aline (l-aliene-l.livejournal.com/) e eu devemos ser da mesma espécie…rsrsrs, sério.

    Bom, quanto ao meu blog eu não sou muito assídua e nem tão inspirada…

    E esse texto é uam obra-prima da natureza. Perfeito é pouco.

  7. Cris Costa disse:

    Ly,

    Você escreve maravilhosamente bem!!
    Pude sentir cada sentimento, cada palavra.
    Traduziu o que tantas vezes pensamos e sentimos…

    Parabéns!

    Bjs

  8. Viviane Bastos disse:

    Ly

    Você verseja alcançando a sutilezas humanos. Quem nunca sentiu saudade do não visto, ouvido, lido, sentido, tocado e vivido?
    Só que não está vivo, talvez…rsrs

    Gosto muito da maneira como escreves. 😉

    E obrigada pela informação sobre Neil Gaiman. Viajo muito com esse autor…

    Beijos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s