Uma última vez

Tudo mudou de lugar, e de lado. Tudo mudou de cor e de formas. E se o bem não for tão bom assim? E se o mal não for tão mau? Eu olho para trás e só consigo enxergar o que o futuro nos causou. De que me adiantam essas asas? Não quero o céu. Não este céu que te condenou. Você se foi e levou todas as cores, não há mais sentido, nem vontades, nem lágrimas para chorar. Tudo por um pecado. Quem é que pode dizer que jamais pecou uma vez? E não posso aceitar que meu pecado seja este: o te amar. Como pode esse sentimento tão doce que se espalha por meus poros e me põe um sorriso no rosto, ser um pecado? Só por causa do sangue? Esse sangue que corria igual em nossas veias, até que por puro ódio e luxúria fizeram-te sangrar até desfalecer? Condenaram-te ao inferno só porquê me amavas e a mim uma vida que não é vida, só porquê te amo. Não, nem dor sou capaz de sentir sem ti. Não há razão de o mundo existir se não estiver nele. Enquanto eu viver, sua memória estará comigo e irei até o inferno buscá-la, revirarei os mortos para encontrá-la. Darei minha vida, meu sangue, minha alma por você. Até que não reste nada mais que eu possa dar, entregar, sacrificar para ver seu sorriso nem que seja uma última vez.

{ Lyani } 18/07/2004
Inspirado no anime Angel Sanctuary
Modificado em 08/09/2008

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.

6 comentários sobre “Uma última vez

  1. Roberta Cristina Lopes disse:

    Se há uma coisa que aprendi nessa vida éque definitivamente não existe amor sem sofrimento…sofremospor nós mesmos…sofremos pelo outro….
    Mas não é um sofrimento de todo o mal….supera-se e por isso sim vale a pena: pelo amor em si….
    Lindas palavras amiga…como sempre…

    Bjos

  2. Lunna disse:

    Sabe o que eu gostei nesse texto? A entrega. Não importa que algo aconteça, existirá a lembrança e está será eterna ou ao menos enquanto alguém exista. Neste começo de noite me perdi ao pensar nisso, é, porque sofremos tanto quando algo nos deixa e no entanto, de alguma forma, algo fica.
    Abraços meus caríssima…

  3. Lucas disse:

    Boa! Mando bem. Não tinha lido nada seu. Gostei.
    Ah!, vou ler esse tal “Ciclo Seco”. Pode parecer cliche, mas não é; é sem querer mesmo. Ah! gostou do homem lá dos ventos né? hehe…

    Parei de ler “A Cidade de Sol”; li até a pag. 100 mas estava muito sessão da tarde. =] Agora estou lendo A Maça no Escuro. De quem? de quem? de quem? ….

    Valeu as visitas.
    #Lucas

  4. Talita disse:

    Que lindo!!!…Pois é Lyani, pelo teu comentário no DA COR DA FLOR, modestamente o lugar aqui é lindo mesmo, uma praia com os barquinhos de pescadores no mar, todos se conhecem, alegria… Eu amo meu cantinho, meu Porto Belo…hehehe…Boa Semana!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s