O instante em que nasce o amor

{…} É mais ou menos assim o instante em que nasce o amor: a mulher não resiste à voz que chama sua alma amedrontada; o homem não resiste à mulher cuja alma se torna atenta à sua voz”

. Milan Kundera in A Insustentável Leveza do Ser .

8 comentários sobre “O instante em que nasce o amor

  1. léia disse:

    Lyani, você fará com que eu realmente compre esse livro, e, olha não posso desviar do meu curso, mas vc está me “atentando” com esses trechos, rss.

    Ah, o amor…sabe-se lá como de fato começa…mas começa, beijo em teu core.

  2. Ester disse:

    Olá Lyani!!

    Quanto tempo não venho aqui.. vc tb sumiu!! Aparece, quando tiver um tempinho…

    Passando para deixar um abraço e um pensamento:

    ” Antes de encontrar o caminho da página, uma palavra tem primeiro de fazer parte do corpo, tem de ser uma presença física com quem se vive tal e qual como se vive com o coração…” (Paul Auster)

    Boa semana!

  3. Samuel disse:

    “… homem não resiste à mulher cuja alma se torna atenta à sua voz”
    E não resiste nem a 1km de distancia!

    ps.:Como vai lyani!?!
    estou interessado em comprar esse livro, depois desse trecho estou ainda mais interessado!

    Grande abraço!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s