De repente

E de repente, com o coração batendo de desilusão, não suportei um instante mais ─ sem ter pegado o caderno corri para o parque, a mão na boca como se tivesse quebrado os dentes. Com a mão na boca, horrorizada, eu corria, corria para nunca parar, a prece profunda não é aquela que pede, a prece mais profunda é a que não pede mais ─ eu corria, eu corria muito espantada”

. Clarice Lispector in A Descoberta do Mundo .

3 comentários sobre “De repente

  1. Maria disse:

    ‘a prece profunda não é aquela que pede, a prece mais profunda é a que não pede mais’.

    Sempre Clarice nessa angústia compartilhada!

    Meu beijo, Ly querida.

  2. Lizzie disse:

    Ah, Clarice…
    Consegue transformar fatos corriqueiros pela palavra. Não consigo explicar essa mulher. Acho que Clarice não tem explicação.

    Beijocas,
    Saudades

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s