O Menino do Pijama Listrado

Era um livro que eu gostaria de ler.
Mas, acabei de ver o filme e, com olhos ainda muito vermelhos, afirmo que talvez seja demais.
Li demais sobre o tema:

  1. Sem tempo para Chorar – Cynthia Freeman;
  2. Jóias – Danielle Steel;
  3. O Dossiê Odessa – Frederick Forsyth;
  4. Exodus – Leon Uris;
  5. O Sétimo Segredo – Irving Wallace;
  6. Mila 18 – Leon Uris;
  7. A Menina que Roubava Livros – Markus Zusak;
  8. As Memórias do Livro – Geraldine Brooks.

E já está na lista O Leitor de Bernhard Schlink. Será que eu consigo ler mais um livro sobre esse triste tema? Tema este que sempre me faz chorar? Que sempre me impressiona? *respira fundo* Não sei… quem sabe?

15 comentários sobre “O Menino do Pijama Listrado

  1. henrique disse:

    eu gostei muito do filme mas no final o menino morre por idiotice dos proprios ”PAI”,o pai porser um tolo por fazer pessoas inocentes morrerem queimaimadas por que as pessoas eram judeus.ass:lucas da silva,ganso e gabriel carvalho bedim.estadantes da escola carlos de campos santo andré.

  2. henrique disse:

    gostei muito do filme ,achei muito interessante mas no final não gostei,porque o menino morre por idiotise.
    Nazismo foi muito dificil naquela época para os judeos,pois só porque ganhou a 1guerra antes e depois perdeu,foram humilhado pelos governantes.

  3. Baltar disse:

    O menino do pijama listrado…

    Eu vi o filme, e com certeza é muito bom! Não foi como eu esperava, mas foi muito bom! Baixei o livro na internet, mas ainda não comecei a ler…

    Já o leitor, li e vi o filme.
    Com certeza, assim como outros mencionaram acima, entrou para a minha lista de livros favoritos.

    Eu sempre gostei de ler sobre a segunda guerra. Não que eu goste de participar do sofrimento de todas aquelas pessoas, mas algo dentro de mim insiste em estudar esse tema.

    Não posso deixar de mencionar O DIÁRIO DE ANNE FRANK e A LISTA DE SCHINDLER. São livros indispensáveis a todos os que se importam com o tema.

  4. Luiz Monaro disse:

    Terminei de ler o livro ontem! E gostei. Bastante!

    Leitura fácil, dinâmica, que nos cativa à medida que Bruno se aprofunda mais em sua amizade.

    O que mais me chamou a atenção no livro, foi a abordagem de um tema que muitos podem achar batido, pelo olhar de uma criança. Ingênua e inocente, vivendo em meio à guerra.

    O confrontamento de Bruno e pai durante toda a obra. O Bem e o Mal.

    Li também O Leitor e posso dizer, que entrou pra minha lista de favoritos!

    Recomendo os dois livros, com certeza!

    Ainda não vi os filmes, mas pretendo vê-los muito em breve!

    Parabéns pelo blog! Muito bacana!
    Quando der, acesse o meu também: avantecultura.blogspot.com

    É sempre bom ter espaços onde possamos encontrar informações e debates úteis!

    Um grande abraço e sucesso,
    Luiz

  5. Elga disse:

    Li o livro e estou com o filme em casa para ver.

    Gostei do livro. Diferente, leitura fácil e rápida. É o Holocausto visto aos olhos de uma criança. São as sensações dela. São sentimentos com pouca experiência de vida, ainda. O entendimento do medo, amizade, solidão… Formação da personalidade.

    Em partes, discordo da opinião da maioria quando diz que, em geral, os livros são melhores que os filmes. Acho que são duas artes completamente diferentes e não dá para comparar. Temos que ter um olhar crítico, mas discernindo essa diferença. Eu gosto mais de ler. Tem gente que gosta mais do cinema. Acho que a diferença está nisso.

    Um beijo.

  6. Ana disse:

    Lyani…querida!

    Que lindo retorno, ouvindo sua “voz” através da escrita. Não que no post em trechos de livros, poesias, poemas…etc não tenha algo de você, mas quando há estes fragmentos do ser na escrita confesso que fico boquiaberta e muito feliz.

    Por saber que nada é fácil e que a vida nos dá uma realidade de pose e “máscara” imposta por nossa sociedade tão conservadora, cheia de senso comum, cultura diversificada, globalizada, capiatagoísta enfim, tantas coisas.

    O fato é que “ouvi-la”, é um grande prazer, pois escreve lindamente, de um jeito especial, jeito este adquirido em longas viagens do ser, as melhores viagens de todas, as viagens dos livros…de quem mergulhou fundo e longe na história. Que bateu asas na imaginação e conseguiu sair da realidade alienada e rotineira.

    Desejo excelente retorno, desejo continuar a ouvir seus desabafos, pois não há jeito e remedio melhor …a escrita nos liberta, nos livra de cadeias invisíveis e nos sara.
    .
    .
    .
    Um enorme beijo e excelente retorno!

  7. Ferna :o) disse:

    Oi Lyani!

    Eu li o livro do menino do pijama listrado.
    Confesso para voce que fiquei bem frustrada.
    O livro não consegue expressar o drama do menino de forma que toca o coração do leitor.
    Tirando o final, que é triste e trágico por si só, o livro chega a ser até meio bobo.
    Não vi o filme, mas acredito que esse seja um dos poucos casos em que o filme é bem melhor que o livro.

    A menina que roubava livros, por exemplo, me fez refletir muito mais do que o menino do pijama listrado.

    Adoro seu blog e apesar de quase nunca comentar, sempre estou por aqui!

    Beijos,

    Fernanda

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s