O que sobrou

O que sobrou de você neste
Apartamento
Foram as suas roupas,
Que logo vão ser dadas,
Os seus livros,
Alguns dos quais serão meus,
Aqueles que compramos juntos,
As lembranças.
O que sobrou foram seus retratos e,
Quando vi uma foto sua, sorridente e saudável,
Lembrei-me de que não me preparei
Para a sua vinda,
Mas pude me preparar para a sua ida.
Mas quando você foi,
Ah, meu Deus!
O que sobrou?
O que sobrou
Fui eu.

. Cássia Janeiro in A Pérola e A Ostra .

11 comentários sobre “O que sobrou

  1. Eder disse:

    A gente sempre sobra. Seja pro que ou pra quem for. As vezes é mesmo por não fazer parte daquilo, outras vezes é por que a gente se doa tanto que acaba vazando…

  2. Jonn disse:

    Nossa, que intenso. Sabe, um dia fiquei me imaginando em uma armadilha dessa. E confesso que as vezes entendo o porque relacionamentos são tão difíceis. Porque é mais difícil ficar sozinho. E as vezes, não são somente nós que sombramos. Mas toda uma dor de uma despedida de uma vida que fazia sentido. Adoro aqui. Posso quase nunca comentar mas sempre leio rs

  3. léia disse:

    Olá!

    Achei lindo!
    Eu escrevi um tempo atrás uma crônica em meu blog: “O último doce”, e tem uma relação incrível com este post. Pois tratamos do mesmo assunto, só que em linguagem diferente.

    Beijos.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s