Salvo aqueles que amamos…

Creio não ter um único inimigo ou, se os tive, nunca fui informado disso. A verdade é que ninguém pode ferir-nos, salvo aqueles que amamos

. Jorge Luis Borges in Elogio da Sombra .