Poemas Inconjuntos – I

Aceito as dificuldades da vida porque são o destino,
Como aceito o frio excessivo no alto do Inverno —
Calmamente, sem me queixar, como quem meramente aceita,
E encontra uma alegria no fato de aceitar —
No fato sublimemente científico e difícil de aceitar o natural inevitável”

. Alberto Caieiro in Poemas Completos de Alberto Caieiro .

9 comentários sobre “Poemas Inconjuntos – I

  1. Márcia Andrade disse:

    O Nikacio estar certo sobre o presidente Lula se achando o dono do patrimônio público .
    Realmente, Lula é passageiro e como também um funcionário público temporário .
    Os presidentes passam, e o Brasil contínua!
    O pior de tudo é esta amizade de Lula com ditadores e terroristas Irã, Venezuela e Cuba

    Abraços a todos

  2. Nikacio lemos disse:

    EU SOU O DONO DO BRASIL !!!!
    Ja observaram que Lula quando se refere ao patrimonio Brasileiro ele se alto titula o proprietario ?

    Observem que ele sempre diz: Para mim, ou EU compro !

    Ontem ao falar sobre a concorrencia dos cacas , ele falou: Daqui a Pouco vao me entregar de graca .
    Pergunto: Desde de quando Lula tem todo este dinheiro para comprar cacas ?
    Ou sera que se acha o dono do patrimonio nacional para ficar dizendo EU, ou para mim. ?

    Acorda Lula, e use as palavras corretas, seja humilde e respeite o patrimonio nacional e quando for se referir sobre o patrimonio puiblico sempre diga: Para O Brasil , Para o povo Brasileiro e nao para voce.
    Voce e passageiro e apenas um funcionario Publico .

    Fui..
    Nikacio lemos
    23 anos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s