E não há remédio.

Por que aceitar o que não substitui
a água pura, o vinho do vinhedo,
o pão profundo que não era nosso pão,
as presenças insignes ou impuras
que eramos nós mesmos e não estão,
e não porque estão mortas, mas sim
porque não estão, e não há remédio”.

. Pablo Neruda in Elegia .

29.09 – 102 anos sem Machado de Assis

160 – Das Negativas

… E imaginará mal; porque ao chegar a este outro lado do mistério, achei-me com um pequeno saldo, que é a derradeira negativa deste capítulo de negativas: ─ Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria.

Machado de Assis in Memórias Póstumas de Brás Cubas

Leitura

Toda segunda-feira, temos a hora do conto com os alunos da EJA na biblioteca onde eu trabalho. Esta semana começamos um projeto chamado “Grandes Escritores da Literatura Mundial”. E o primeiro escolhido foi o grande Gabriel Garcia Marquez e o trecho de seu livro prêmio nobel de Literatura “Cem Anos de Solidão”:

Recordando essas coisas enquanto preparavam o baú de José Arcádio, Úrsula se perguntava se não era preferível deitar de uma vez na sepultura e que jogassem terra por cima, e perguntava a Deus, sem medo, se de verdade achava que as pessoas eram feitas de ferro para suportar tantos padecimentos e mortificações; e perguntando e perguntando ia atiçando sua própria confusão, e sentia uns desejos irreprimíveis de desandar a dizer palavrões e xingamentos como se fosse um daqueles forasteiros, e dese permitir enfim um instante de rebeldia, o instante tantas vezes ansiado e tantas vezes adiado de mandar a resignação à merda , e cagar de uma vez para tudo, e arrancar do coração os infinitos montões de palavrões que tinha precisado engolir num século inteiro de conformismo.

─ Caralho! – gritou.
Amaranta, que começava a pôr a roupa no baú, pensou que ela tinha sido picada por um escorpião.
─ Onde está? – perguntou alarmada.
─ O quê?

─ O animal! – esclareceu Amaranta.

Úrsula pôs o dedo no coração.
─ Aqui – disse.

74ª edição – Editora Recoprd
Tradução de Eric Nepomuceno
Pag. 288

Livros transformados em Bytes

Gostaria de compartilhar com os leitores do “Entre Aspas” a reportagem de Fernando Pacífico e Thaís Miranda sobre a rede social Skoob no Jornal Saiba+ da PUCCamp, da qual participei:

Reportagem Skoob – Jornal Saiba+

Fico grata por ter sido selecionada para participar e parabéns aos dois pela ótima reportagem!

🙂

Dialética

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que eu sou triste…

. Vinícius de Moraes in Para Viver um Grande Amor .

12.09 – 62º Aniversário de Caio

Devo esclarecer que, para mim, piscar é uma espécie de vírgula que os olhos fazem quando querem mudar de assunto”

. Caio Fernando Abreu in Pedras de Calcutá .

XVIII

Quem me dera que eu fosse o pó da estrada
E que os pés dos pobres me estivessem pisando…

Quem me dera que eu fosse os rios que correm
E que as lavadeiras estivessem à minha beira…

Quem me dera que eu fosse os choupos à margem do rio
E tivesse só o céu por cima e a água por baixo. . .

Quem me dera que eu fosse o burro do moleiro
E que ele me batesse e me estimasse…

Antes isso que ser o que atravessa a vida
Olhando para trás de si e tendo pena…”

. Alberto Caieiro in Poemas Completos de Alberto Caieiro .