Inatingível

Foi numa dessas manhãs sem sol que percebi o quanto já estava dentro do que não suspeitava. E a tal ponto que tive a certeza súbita que não conseguiria mais sair. Não sabia até que ponto isso seria bom ou mau – mas de qualquer forma não conseguia definir o que se fez quando comecei a perceber as lembranças espatifadas pelo quarto. Não que houvesse fotografias ou qualquer coisa de muito concreto – certamente havia o concreto em algumas roupas, uma escova de dentes, alguns discos, um livro: as miudezas se amontoavam pelos cantos. Mas o que marcava e pesava mais era o inatingível”.

. Caio Fernando Abreu in O Ovo Apunhalado .

3 comentários sobre “Inatingível

  1. Isabela Moura disse:

    Amo tudo que o Caio escreveu, suas palavras me completa. sou um grande adimiradora dele e achei seu blog perfeito *-*!

    ‘ quee seja’Doce !

  2. fernanda disse:

    oi lyani, tudo bem ? sou apaixonada por Caio F, procurando por textos na internet encontrei seu blog.. adorei, muito bom… parabens vou entrar mais vezes, beijinhos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s