DL 2011: Auto da Compadecida

TEMA: Peças Teatrais
MÊS: Junho


Livro:
Auto da Compadecida
Autor(a): Ariano Suassuna
Editora:
Agir
Páginas: 186

Nota: 4
(sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5Adorei)


Ariano Suassuna me surpreendeu. A leitura de Auto da Compadecida é super agradável e arrancou várias risadas. O livro foi escrito com base em romances e histórias populares do Nordeste e conta a história de João Grilo e Chicó, dois empregados da padaria da cidade. Xaréu, o cachorro da mulher do padeiro, fica doente e João Grilo e Chicó são enviados a Igreja para pedir ao padre que benzesse o bichano.

O padre a princípio não concorda e para convencê-lo João Grilo diz que o cachorro pertence à Antonio Morais, um homem poderoso da cidade. Aí a confusão está instalada. Quando o padre já está quase convencido em ir benzer o animal, chega Antonio Morais à paróquia para pedir pelo seu filho. O diálogo entre ele e o padre é hilário e muito bem desenvolvido por Ariano.

A partir dessa primeira confusão, outras se seguem num ritmo super empolgante. Aparecem o Bispo, o Sacerdote e até um Cangaceiro com seu capanga entram na história. João Grilo consegue ir contornando as situações de forma impressionante e acabam todos no céu para a hora do Juízo Final. Aparecem para o julgamento, Jesus e o Diabo e nesse ponto os diálogos são simplesmente geniais e hilários. É impossível não rir, principalmente dos argumentos absurdos, mas inteligentíssimos, de João Grilo.

Num determinado momento, João chama Nossa Senhora, a Compadecida, para ajudar no julgamento e acaba ajudando a todos, e se safando com a melhor da enrascada. O final da peça é muito engraçado e tiro realmente meu chapéu para a narrativa agradável e empolgante de Ariano.

Além disso, é interessante citar a riqueza cultural da obra que traz elementos de cordel e propõe um enfoque regionalista, abordando tradições dos romanceiros e narrativas nordetisnas. Sem contar com as lindas ilustrações de Romero de Andrade Lima. Fui realmente surpreendida.

Leitura recomendada.

Leia também no Skoob

3 comentários sobre “DL 2011: Auto da Compadecida

  1. Dani Neves disse:

    Esse texto é sensacional. Esse cara manja tudo de cultura regional, e tem um jeito master gostosim de escrever.
    Pena que as adaptações pra cinema me cansaram um pouco desse autor…
    Bj!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s