Resenha: O Guardião de Memórias


Livro:
O Guardião de Memórias
Autor(a): Kim Edwards
Editora: Sextante
Páginas: 331

Nota: 5
(sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5Adorei)

 

Fazia bastante tempo que não lia um livro que me emocionasse tanto a ponto de me fazer chorar. Acredito que o último que li assim foi “O Ultimo Trem de Hiroshima” para o Desafio Literário no começo de 2011. Portanto há quase um ano eu não me sentia constrangida de chorar dentro do ônibus lendo um livro e foi exatamente isso que aconteceu praticamente a história inteira.

A narrativa de Kim Edwards me cativou desde as primeiras linhas e só demorei muito pra terminar a leitura porque ficava prorrogando o meu sofrimento. É uma história muito triste, mas também muito linda. Tudo começa com uma tempestade violenta de neve que obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus próprios filhos. O primeiro a nascer, Paul, é perfeitamente saudável, enquanto Phoebe, nasce com síndrome de Down. Assombrado por lembranças doloroas do passado e por um impulso que nem mesmo ele entende, Henry toma a decisão de entregar sua filha a enfermeira, pedindo que a leve para uma instituição e conta a sua esposa, Norah, que a menina não sobreviveu.

Caroline é tocada pela fragilidade do bebê e se vê impossibilitada de deixá-la na instituição indicada pelo médico. Guiada por um amor quase instantanea por Phoebe, sai da cidade com a criança e decide que irá criá-la em segredo, não se importando com as dificuldades que passará.

O que o Dr. Henry jamais previu é que sua escolha mudaria sua vida para sempre. Norah não consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência de sua filha, Paul cresce sentindo o mesmo vazio e procurando preenchê-lo com a música. Além disso, o terrível segredo cria uma muralha entre eles que jamais os permitirá ter uma vida normal e feliz.

Com extrema habilidade narrativa, Edwards nos mostra através de suas palavras o profundo e irreversível poder de nossas escolhas. Os personagens são extremamente reais e nos emocionam em cada momento incrivelmente emocionante dessa história. Apenas uma escolha e tantas feridas são aberdas que nem o tempo será capaz de curar.

Uma história muito real, emocionante e extremamente bem construída que nos cativa do início ao fim.

Super recomendo!

Leia também no Skoob

4 comentários sobre “Resenha: O Guardião de Memórias

  1. viviane feitosa disse:

    Muito bom mesmo!! Gostaria de saber se esses personagens realmente existirão, pois o trabalho realizado parece ser muito preciso para não ter tido inspiração. simplesmente perfeito!!!

  2. Marilia Gil disse:

    Li o livro, a história é interessante, mas achei um tédio a forma com que o autor escreve, arrastando os capítulos, enrolando nas descrições e fazendo tudo soar muito mais massante do que deveria…

  3. Bem Resolvida disse:

    obrigada pela dica. encomendei o livro, deve chegar amanhã. nem li o resto do post pq quero ler com surpresa, sem saber nada antecipadamente. já vi que tem filme. depois que terminar de ler, vou baixar o filme tbm…
    um livro que eu não dava nada por ele mas me fez chorar no ônibus se chama “o bosque das ilusões perdidas”. não me lembro de quem é, achei em um sebo há 2 décadas atrás. chorei muito com aquele livro…e com o caçador de pipas..cheguei a soluçar!
    valeu pela dica

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s