Memórias Empoeiradas

LI Desafio Incubadora Literária
Tema: Máquina Fotográfica

Havia poeira no ar, possível de ver através dos raios de sol que conseguiam transpassar a sujeira nas vidraças e lambiam o chão de madeira com tons de dourado. Cada vez que ela tirava uma caixa da estante, mais poeira subia pelo ambiente e a fazia espirrar enlouquecidamente. Mas ela tinha que continuar, enquanto ainda podia. Haviam se passado anos, e ela sabia que se as filhas descobrissem que tinha subido até o sótão atrás de um passado há muito esquecido, levaria um bronca daquelas. Mas não importava, porque sua busca valia a pena. Tirou outra caixa do lugar e quando abriu ficou paralisada. A mão a meio gesto do que ia fazer, a boca numa linha reta e a íris dos olhos dilatadas. Apenas um brilho tremulava nos olhos. Brilho este que escorreu pelos sulcos das bochechas que os anos haviam tolhido e parou no canto da boca deixando um gosto salgado de saudade. Com mãos trêmulas, saiu da imobilidade e pegou a máquina na mão. Sorriu, enquanto outras lágrimas corriam e pingavam na lente daquele simples objeto por onde as cenas mais bonitas de sua vida haviam sido capturadas e guardadas para a eternidade. Aquela máquina fotográfica fazia parte de sua história e não era justo que em seus últimos momentos ela ficasse ali, relegada ao pó. Por mais obsoleta que estivesse, queria-a ao seu lado. Amiga fiel, observadora atenta de momentos insubstituíveis.

{ Lyani }

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.

3 comentários sobre “Memórias Empoeiradas

  1. Ana Paula Desidério Borges disse:

    Amei seu blog, não tenho vontade de parar de lê-lo.
    É interessantíssimo, estou anciosa para ler diversos livros mencionados.
    Beijos, Ana

  2. Ana Luisa disse:

    Ahh Lyani, saudade daqui!!

    Gostei muito do que escreveu, ando muito saudosista e ler esse teu post me relembrou algumas coisas que fizeram parte de minha história e que acabei deixando de lado pela correria do dia a dia, pela ‘modernidade’ dos dias atuais, pela praticidade…! Tenho que amigos que riem qdo antes de fotografar, procuro ‘ficar bonitinha’ e digo que fotografia é uma imagem eterna…e é vdd, vai ficar aí, mostrando para os que vierem depois, as alegrias que vivemos…!!

    Beijoooo

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s