Guerra

Eu não conseguia esquecer a guerra – é claro que não, ninguém conseguia -, mas acho que todos nós tivemos de colocar a guerra em algum porão da mente e tocar a vida adiante, da melhor maneira que podíamos, vivendo um dia de cada vez. Talvez essa fosse a única maneira de manter vivas as nossas esperanças: olhar para algum lugar além do que estávamos vendo ao nosso redor, além da sombra da tragédia que pairava sobre nossas cabeças”. 

. Michael Morpurgo in Um Elefante em Meu Jardim .

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s