Para dentro de um livro…

… E agora meu peito também doía. Fui para outro lugar em minha cabeça, para dentro de um livro. Era para onde eu ia sempre que a vida real ficava muito difícil ou muito inflexível”.

. Neil Gaiman in O Oceano no Fim do Caminho .