Preservando o Conhecimento

R. (…) Estamos em um momento delicado da história. A massa enorme e avassaladora de eventos deverá ser desviada apenas um pouco – apenas um pouco. Não pode ser muito, mas pode ser o bastante para remover vinte e nove mil anos de sofrimento da história humana.
P. Como o senhor propõe fazer isso?
R. Preservando o conhecimento da raça. A soma do saber humano está além de qualquer homem individualmente; mesmo de mil homens. Com a destruição de nosso tecido social, a ciência se quebrará em um milhão de pedacinhos. Os indivíduos saberão muito das facetas incrivelmente pequenas do que existe para se saber. Eles estarão indefesos e inúteis por si mesmos. Os fragmentos de mitos, sem sentido, não serão transmitidos. Serão perdidos entre as gerações. Mas, se prepararmos agora um gigantesco resumo de todo o conhecimento, ele jamais será perdido. As gerações futuras serão construídas com base nele e não terão de redescobri-lo por si mesmas. Um milênio fará o trabalho de trinta mil.

Hari Seldon, personagem de
Isaac Asimov 
in Fundação


P.S.:
 Que bom seria se alguém como Seldon, lá na época da biblioteca de Alexandria, tivesse conseguido salvar o conhecimento que nos teria poupado tantos anos de sofrimento. 

Um comentário sobre “Preservando o Conhecimento

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s