Entender seu Semelhante

A fala, originalmente, era o mecanismo pelo qual o Homem aprendia, de modo imperfeito, a transmitir os pensamentos e emoções de sua mente ao criar sons arbitrários e combinações de sons para representar certas nuances mentais, ele desenvolveu um método de comunicação – mas um que era tão desajeitado e tão inadequado que degenerou toda a delicadeza da mente em sinais rudes e culturais.
Cada vez mais fundo, os resultados podiam ser vistos; e todo o sofrimento que a humanidade já conhecera podia remontar ao fato de que nenhum homem na história da Galáxia – até o surgimento de Hari Seldon e poucos homens depois – jamais pôde entender seu semelhante. Todo ser humano vive por trás de uma parede impenetrável de névoa asfixiante dentro da qual só ele existe. Ocasionalmente, surgiam os vagos sinais de dentro da caverna onde localizava-se outro homem 0 para que cada um pudesse caminhar, tateando, na direção do outro. Mas como não se conheciam e não ousavam confiar um no outro, e sentiam desde a infância os terrores e inseguranças daquele isolamento completo… Havia o medo de um homem contra o outro, a avidez selvagem de um homem contra o outro.
Os pés, por dezenas de milhares de anos, patinavam e se arrastavam na lama – retendo as mentes que, durante este tempo, já estavam prontas para as estrelas.

Isaac Asimov in Segunda Fundação

3 comentários sobre “Entender seu Semelhante

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s