Resenha: A Solidão dos Números Primos

Livro: A Solidão dos Números Primos
Autor(a): Paolo Giordano
Editora: 
Rocco
Páginas: 288

Nota: 5
(sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5Adorei)

Confesso: comprei o livro pelo título que achei lindo! Não sabia nada da história e sequer tinha lido algo a respeito, como geralmente faço antes de comprar. Comprei por impulso e fico feliz de o ter feito. A Solidão dos Números Primos é um livro intenso e doloroso, de leitura simples e rápida. Como um corte na pele, que incomoda no início e deixa uma cicatriz de lembrança pelo resto da vida.

Li esse livro em três dias, coisa que não fazia há um bom tempo mesmo com livros que estava apaixonada pela história. Paolo Giordano me conquistou totalmente com sua escrita triste, dramática e poética. A história é sobre Mattia e Alice, dois jovens que carregam marcas de um passado trágico e acabam se encontrando numa certa fase de suas vidas. Ambos se sentem deslocados, perdidos e sós nesse mundo pretensamente perfeito e encontram um no outro uma certa afinidade que os faz desejar a proximidade apesar de todas as suas limitações que os afastam.

O título do livro não poderia ter sido escolhido melhor…

entre os números primos existem alguns ainda mais especiais.Os matemáticos os chamam de primos gêmeos: são casais de números primos que estão lado a lado, ou melhor, quase vizinhos, porque entre eles sempre há um número par, que os impede de tocar-se verdadeiramente”.

Mattia e Alice são assim, dois primos gêmeos sós, perdidos e embora próximos, nunca o bastante para se tocarem de verdade. Eu sou suspeita pra falar desse tipo de história, pois adoro histórias que fogem dos finais felizes clichês. Esse livro é angustiante de tão verdadeiro. Acho que parte do encantamento desse livro vem do modo maravilhoso como Giordano descreve os sentimentos das personagens. É muito poética a forma como ele fala da inadequação dos dois jovens ao mundo “normal” e “perfeito”, seus conflitos internos, seus problemas, seus traumas infantis, suas dificuldades, os encontros e desencontros.

Na minha opinião uma história lindíssima, primorosamente contada por Giordano e que vale muito a pena ser lida!

3 comentários sobre “Resenha: A Solidão dos Números Primos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s