Não conseguir parar

Não posso contar como me sinto. Num minuto desejo paz e silêncio, e no outro quero um pouco de diversão. Nós nos esquecemos de como se ri ─ falo de rir tanto a ponto de não conseguir parar”.

. Anne Frank .