[TAG] Descobrindo novos Blogs

Olá leitores amigos!!!
Fui convidada por Lay Santos do Blog Virando a Página para participar da TAG “Descobrindo novos Blogs” e vamos às regras:

    • Agradecer a quem te indicou, colocando o nome e o blog da pessoa que te indicou;
    • Responder as perguntas abaixo;
    • Indicar até 10 blogueiros para responderem a tag;
    • Avisá-los do convite;
    • Formular 10 perguntas para eles responderem.

01. Qual o seu livro favorito?

O Morro dos Ventos Uivantes – Emily Brönte 

02. De onde surgiu a inspiração/vontade para fazer um blog?

Quando mais nova tinha um caderno onde guardava tudo que eu gostava. Guardava trechos de livros, poemas, os nomes dos livros que eu lia, dos filmes que assistia, de artistas favoritos, enfim… era um baú de coisas queridas que eu guardava com muito carinho, pois sempre gostei muito de guardar. E esse é o motivo deste blog: guardar. Guardar tudo que mais gosto e admiro. Mas guardar compartilhando, mostrando, publicando, repartindo. Poucas coisas aqui são realmente minhas e por isso o blog se chama “Entre Aspas”. É uma coleção de memórias, trechos, livros, recortes, enfim… Uma coleção muito querida e que me faz muito bem, e que não gostaria de perder nunca.

03. Você tem um ator ou/e atriz favorita? Quais?

Sim. Minha atriz favorita é a Rachel Weisz (A Múmia,  O Jardineiro Fiel) e meu ator favorito é o Ralph Fiennes (O Morro dos Ventos Uivantes e o Voldemort de Harry Potter *-*)

04. Seus autores favoritos são?

Clarice Lispector, Sidney Sheldon, Emily Brönte, Carlos Ruiz Zafón, Markus Zusak, José Saramago, Gabriel Garcia Marquez, dentre outros tantos…

05. Uma música que você acha que todo mundo deveria ouvir? Porque?

Fake Plastic Trees – Radiohead, porque sou apaixonada pela banda e porque acho que essa música tem um significado especial!

06. Um sonho bom que você lembre de ter tido.

Eu era bibliotecária na Library of Congress ❤

07. O que você queria ser quando criança?

Bióloga, pois amo animais. Acabei virando Bibliotecária, por amor aos livros ❤

08. Como você se imagina daqui a 10 anos?

Lendo muitos livros, sentada na poltrona da minha biblioteca particular!

09. Um hobbie?

Ler!

10. Um sonho que você acha improvável, mas quer muito?

Ser Bibliotecária na Biblioteca Nacional do Rio, Library of Congress ou Biblioteca de Alexandria 😛

__

Lay Santos, muito obrigada pelo convite e pelo carinho!!! Adorei a TAG!!
Indico esta TAG para: Poetriz, CosmopolitanGirl e OPontoFinal
E as minhas perguntas são:

  1. Qual livro você está lendo?
  2. Qual seu gênero de leitura favorito?
  3. Qual seu/sua personagem favorito(a)?
  4. Você mudaria o final de algum livro? Qual?
  5. Quantos livros já leu este ano?
  6. Tem uma meta para o ano que vem?
  7. Qual adaptação de livro para o cinema você amou? Por que?
  8. Qual adaptação de livro para o cinema você odiou? Por que?
  9. Já escolheu algum livro pela capa? Qual?
  10. Você tem uma citação favorita? Compartilhe.

Caso alguém queira responder a TAG, sinta-se à vontade, e comentem aqui para que eu possa ler suas respostas! 🙂

29.10 [15] Dia Nacional do Livro

Para mim, livro é vida; desde que eu era muito pequena livros me deram casa e comida”.

. Lygia Bojunga .

Forte Impressão

─ Por que você está anotando essas coisas?
─ Você poderia querer se lembrar, um dia – respondeu ela. ─ Quando alguma coisa deixa uma forte impressão em nós, deveríamos fazer o nosso melhor para não esquecer. Por isso, anotar é uma boa ideia.
─ Mas como saber o que eu poderia querer lembrar e o que não vou querer lembrar?
─ Ah, agora essa é que é a parte difícil – disse-me Rosemary, e roeu a unha do polegar por um momento. ─ Essa é a parte mais difícil de todas. Porque, óbvio, não podemos perder todo nosso tempo tomando notas de tudo, podemos?
─ Claro que não – falei, dando um passo para trás, me afastando um pouco do quadro, mas sem tirar os olhos dele. Não era menos bonito ou impressionante por não ser uma janela, no fim das contas. ─ Isso seria ridículo, não é?
─ Isso seria muito ridículo, Imp. Perderíamos tanto tempo tentando não nos esquecer de nada, que coisa nenhuma digna de ser lembrada aconteceria a nós. 

Caitlin R. Kiernan in A Menina Submersa

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”

“Harry Potter and the Cursed Child” (“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, em tradução livre) ganhou um cartaz animado. J.K. Rowling, autora da saga ‘Harry Potter’, revelou que a peça de teatro do personagem será dividida em duas partes. A primeira parte da peça deve entrar em cartaz entre Junho e Agosto de 2016 no London’s Palace Theatre.

Devido à natureza épica da história que estamos trabalhando, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada será dividido em duas partes!”, afirmou.

Continuar lendo ““Harry Potter e a Criança Amaldiçoada””

Pede-se a vida?

Pedir? Como é que se pede? E o que se pede?
Pede-se a vida?
Pede-se a vida.
Mas já não se está tendo vida?
Existe uma mais real.
O que é real?
E ela não sabia como responder. Às cegas teria que pedir. Mas ela queria que, se fosse às cegas, pelo menos entendesse o que pedisse. Ela sabia que não devia pedir o impossível: a resposta não se pede. A grande resposta não nos era dada. É perigoso mexer com a grande resposta. Ela preferia pedir humilde, e não à sua altura que era enorme: Lóri sentia que era um enorme ser humano. E que devia tomar cuidado. Ou não devia? A vida inteira tomara cuidado em não ser grande dentro de si para não ter dor.
Não, não devia pedir mais vida. Por enquanto era perigoso. Ajoelhou-se trêmula junto da cama pois era assim que se rezava e disse baixo, severo, triste, gaguejando sua prece com um pouco de pudor: alivia a minha alma, faze com que eu sinta que Tua mão está dada à minha, faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade, faze com que eu sinta que amar é não morrer, que a entrega de si mesmo não significa a morte, faze com que eu sinta uma alegria modesta e diária, faze com que eu não Te indague demais, porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta, faze com que me lembre de que também não há explicação porque um filho quer o beijo de sua mãe e no entanto ele quer e no entanto o beijo é perfeito, faze com que eu receba o mundo sem receio, pois para esse mundo incompreensível eu fui criada e eu mesma também incompreensível, então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso, mas essa conexão não é clara para nós enquanto quisermos entendê-la, abençoa-me para que eu viva com alegria o pão que eu como, o sono que eu durmo, faze com que eu tenha caridade por mim mesma, pois senão não poderei sentir que Deus me amou, faze com que eu perca o pudor de desejar que na hora de minha morte haja uma mão humana amada para apertar a minha, amém…

Lóri, personagem de
Clarice Lispector in Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres

Se…

Quando todo mundo começa a me chatear, fico irritada, e depois triste, a parte má do lado de fora e a boa do lado de dentro, e tento achar um modo de me transformar no que gostaria de ser e no que poderia ser se… Se não houvesse mais ninguém no mundo”.

. Anne Frank .

Conhecendo Sophie Kinsella

Eu e Kiki com Sophie Kinsella 😀

Uma celebração à leitura, à cultura e à diversão”.

É a frase do site da Bienal do Livro do Rio. Não posso concordar menos. Há 30 anos reunindo milhares de pessoas e tendo o livro como astro principal, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro é o maior evento literário do país. Fui na edição deste ano, no sábado 12 de setembro (já faz um mês!!! 😮 Não deu tempo de escrever antes). E  sim digo  isso com muito orgulho, pois era um sonho que eu tinha desde que me conheço por gente. Amo ler e acho que todos já sabem, e fico enlouquecida dentro de uma livraria, então imaginem a minha reação quando me deparei com o tamanho, estrutura e quantidade de editoras e escritores na Bienal do Rio. Fiquei enlouquecida. Fui com um propósito estabelecido: conhecer e ganhar um autógrafo da autora Sophie Kinsella.

Continuar lendo “Conhecendo Sophie Kinsella”

Tamanha Solidão no Mundo

Há tamanha solidão no mundo
que você pode vê-la no movimento lento
dos braços de um relógio.
pessoas tão cansadas
mutiladas
tanto pelo amor como pelo desamor.
as pessoas simplesmente não são boas
umas com as outras
cara a cara.
os ricos não são bons para os ricos.
os pobres não são bons para os pobres.
estamos com medo.
nosso sistema educacional nos diz que
podemos ser todos
grandes vencedores.
eles não nos contaram
a respeito das misérias
ou dos suicídios.
ou do terror de uma pessoa
sofrendo sozinha
num lugar qualquer
intocada.
incomunicável.
regando uma planta.
as pessoas não são boas umas com as outras.
as pessoas não são boas umas com as outras.
as pessoas não são boas umas com as outras.
suponho que nunca serão.
não peço para que sejam.
mas as vezes eu penso sobre isso,
(…)
tem que haver um caminho.
com certeza deve haver um caminho
sobre o qual ainda não pensamos.
quem colocou este cérebro dentro de mim?
ele chora
ele demanda
ele diz que há uma chance.
ele não dirá ‘não'”
.

. Charles Bukowski in O Amor é um Cão dos Diabos .

01.10 [15] Dia Nacional do Incentivo à Leitura

O governo federal abriu, na sexta-feira 11/09, as inscrições para o prêmio “Todos por um Brasil de Leitores”. A premiação vai coroar os melhores projetos em bibliotecas e também em ambientes sociais diversos que incentivam o exercício da leitura no país.

O prêmio será dividido em duas categorias. Um delas vai eleger boas práticas e projetos inovadores em bibliotecas comunitárias e pontos de leitura registrados. Já a outra, vai escolher as melhores iniciativas para a promoção da leitura em espaços não formais da prática, como praças, parques, hospitais, asilos, presídios, empresas e estações de trem ou metrô.

De acordo com a publicação feita no “Diário Oficial da União” e assinada pela Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (DLLLB), o prêmio tem como objetivo “identificar, divulgar e potencializar iniciativas que contribuam para um Brasil de Leitores, reconhecendo e promovendo o trabalho criativo e de qualidade que vem sendo  executado na área”.

A premiação vai distribuir gratificações de R$ 30 mil a um total de 80 projetos que serão selecionados por uma comissão avaliadora designada pela DLLLB. As inscrições para concorrer ao prêmio podem ser feitas até o dia 26 de outubro e são feitas exclusivamente pelo portal do Ministério da Cultura.

Fonte: G1