Retrospectiva Literária 2015

  • A aventura que me tirou o fôlego: Os Sete – André Vianco
  • O terror que me deixou sem dormir: A Queda do Governador 2 – Robert Kirkman, Jay Bonansinga;
  • O suspense mais eletrizante: Um Corpo na Biblioteca – Agatha Christie; 
  • O romance que me fez suspirar: À Primeira Vista – Nicholas Sparks;
  • A saga que me conquistou: Jogos Vorazes – Suzanne Collins;
  • O clássico que me marcou: O Diário de Anne Frank;
  • O livro que me fez refletir:  365 Dias Extraordinários – R. J. Palacio;
  • O livro que me fez rir: O Amor é um Cão dos Diabos – Charles Bukowski;
  • O livro que me fez chorar: No Silêncio das Paixões – por Schellida; 
  • O livro de fantasia que me encantou: Star Wars: O Caminho Jedi;
  • O livro que me decepcionou: Extras – Scott Westerfeld;
  • O livro que me surpreendeu: Até o Dia em Que o Cão Morreu – Daniel Galera;
  • O livro que devorei: O Casamento do Céu e do Inferno – William Blake;
  • O livro que abandonei: Quando Tudo Volta – John Corey Whaley;
  • A capa que amei:

  • O thriller psicológico que me arrepiou: O Fim da Infância – Arthur C. Clark  (Eu sei, é ficção-científica, mas também acho que se encaixaria nesse gênero e literalmente me arrepiou)
  • A frase que não saiu da minha cabeça:

A leitura não depende da organização do tempo social, ela é, como o amor, uma maneira de ser. A questão não é saber se tenho tempo para ler ou não (tempo que, aliás, ninguém me dará), mas se me ofereço ou não à felicidade de ser leitor”.

. Daniel Pennac in Como um Romance .

  • O(a) personagem do ano: Karellen – Senhor Supremo – O Fim da Infância
  • O casal perfeito: Personagem principal (sem nome) e Marcela – Até o dia em que o Cão Morreu;
  • O(a) autor(a) revelação: André Vianco.
  • O(a) autor(a) que mais esteve presente entre as minhas leituras: André Vianco.
  • O gênero literário que mais li: Fantasia e Ficção Científica;
  • O gênero literário que preciso ler mais: Clássicos;
  • O melhor livro nacional: Poesia Completa – Manoel de Barros; 
  • O melhor livro que li em 2015: Como um Romance – Daniel Pennac;
  • Li em 2015: 28 livros.
  • A minha meta literária para 2016 é: ler os livros que estão em minha estante. 

13 comentários sobre “Retrospectiva Literária 2015

  1. Maria Faria disse:

    O Diário de Anne Frank é um clássico maravilhoso, nunca tive coragem de o reler, pois é duro demais. Duas coisas me chamaram a atenção em sua retrospectiva: o fato de ter lido 25 livros no ano, pois vemos quantidades irreais por aí, pessoas que passam de 300 livros e eu acho isto um pouco estranho e; que sua meta para 2016 é a mesma que a minha, ler o que tenho parado na estante. Feliz 2016 para você! 😉

    • Lyani disse:

      Obrigada Maria!! Teve um ano (2010) que li 98 livros, mas foi o meu máximo… não acho que consiga mais que isso, ainda mais com essa correria de vida, mas fico feliz de ter feito 2 por mês ao menos! 😀 Acho mil vezes melhor a qualidade que a quantidade!! Acredito que concorda comigo. Um Feliz 2016 também!!! Obrigada pela visita 😉

  2. Preto no Branco disse:

    Gostei de suas respostas. Também respondi no meu blog.
    Jogos Vorazes foram a minha série de 2014, amei completamente.
    A sua meta literária é bem difícil, hein? A estante está sempre aumentando, e nós sem ritmo para acompanhá-la! 😀
    Boas leituras!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s