BAD VIBE

Amanhã completaríamos 5 anos de matrimônio. No plano oficial, iríamos voltar a Bariloche, mas amanhã oficializaremos o divórcio! Uma dor que dói no peito, que queima a alma, que fere a mente e faz sangrar o coração. Queria eu agora correr para os braços dele e encontrar paz, carinho, certezas e amor, mas eis que quando tento encontro cobranças, paradigmas e lembranças amargas que deixam minhas entranhas como fel, minha alegria em letargia, minha fé em medo. Me sinto sem chão, um fracasso enquanto ser humano, afinal como não posso mais estar junto daquele com quem escolhi casar?
Quanta frieza de minha parte! Quem sou? Onde estou? Caí num mundo desconhecido dentro do meu próprio eu, estou como pêndulo entre os fios que ligam a mente e o coração, balançando nos fios da razão e da emoção, perdida, cega, gritando onde ninguém pode me ouvir!
O que faço agora? Suporto? Arrego? Peço perdão? Mas perdão a quem? A mim? A ele? Às famílias?….

Silêncio ensurdecedor, solidão de platéia alfa, medo estarrecedor, corpo? Ainda o tenho?
E como um dia perguntou Drummond, e agora José? A festa acabou…“. 

Texto escrito pela pedagoga e amiga querida Franciele Peres Santana
e cedido carinhosamente a este blog para publicação. 

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s