Resenha: Corte de Névoa e Fúria

Livro: Corte de Espinhos e Rosas
Autor(a): Sarah J. Maas
Editora:
Galera
Páginas: 656

Nota: 4
(1.Não gostei 2.Gostei pouco; 3.Gostei; 4.Gostei bastante; 5.Adorei)

Quanta, quanta informação…
… e reviravoltas, e…
SIM, VAI TER SPOILER, PRINCIPALMENTE DO LIVRO 1.
PARE AQUI SE NÃO GOSTA DE SPOILER!

Eu quero começar essa resenha dizendo que se achava a autora boa quando li o primeiro livro, estou nesse momento achando ela GENIAL. Ela sabe trabalhar com as palavras, sabe usar os diversos recursos de linguagem e sabe, definitivamente sabe, escrever um bom romance!! E não estou falando do romance romântico, estou dizendo que ela sabe contar uma história, da forma como tem que ser. Estou muito feliz de ter cedido aos encantos das capas de seus livros e as indicações que tanto ouvi sobre eles.

Vamos a outro ponto. A autora aborda dois temas ao longo das duas leituras (e que você só percebe lendo o segundo livro) que são bastante polêmicos, importantes e profundos e ela aborda isso de uma forma tão sutil e tão bem alinhada com a história que é impressionante e impossível não sentir o impacto. Os assuntos são: relacionamento abusivo e depressão. O início desse livro faz você querer voltar a ler o primeiro de novo, pra ver se realmente tudo isso que você sabe que está acontecendo, está realmente acontecendo e desde quando? E você começa a se perguntar: “como assim, eu não percebi?” É engraçado, porque enquanto você está lendo o primeiro, você sente um gosto estranho, você sabe que tem algo errado, só não sabe o que é!

Então quando você começa a ler Corte de Névoa e Fúria, você leva um soco na boca do estômago e descobre. O primeiro instinto é querer para de ler (pelo menos foi assim comigo) porquê não é possível que a autora está fazendo isso com um personagem tão querido. Depois é impossível não refletir, remoer a história, repensar todos os acontecimentos e é aí que você começa a enxergar todas as pequenas deixas que a autora vai soltando ao longo da história de forma tão sutil e ao mesmo tempo tão brutal, que você não se conforma de não ter conseguido ver antes. É um “wake up call” importantíssimo e eu achei brilhante a forma como isso foi abordado! E acho que falar mais que isso, seria muito spoiler de verdade!

Nesse segundo livro, Feyre está bastante abalada com todos os horrores que passou Sob a Montanha enquanto tentava salvar o povo Feérico e Humano da Maldição lançada por Amarantha e acompanhamos todo o seu caminho de cura e descoberta de seus novos poderes, já que ficamos sabendo no final do primeiro livro (SPOILER ALERT) que ela é transformada em Feérica. Ela é acompanhada nessa trajetória por amigos queridos e vai descobrindo a importância e o valor da verdadeira amizade, e que família, vai muito além de laços sanguíneos. É uma jornada dolorosa, penosa, mas muito bonita e você quer acompanhar cada passo dela com Feyre. Independente disso, o livro não fica de forma alguma moroso, porque a autora é muito boa em tratar disso ao longo dos acontecimentos. Você sofre, chora, fica tenso, assustado, mas é feliz! Essa autora consegue fazer tudo isso.

Vale muito a pena a leitura, por todos esses motivos que já citei e mais ainda porque o final é simplesmente de CAIR O QUEIXO, pra não dizer outra coisa. Agradeço de coração às minhas amigas Desiree e Regiane que além de me indicarem a leitura, estão aguentando meus áudios de verdadeiro desespero ao dela! Super recomendo!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s