COLUNA “Entre Aspas”

Jornal Tribuna Liberal de Sumaré pag. 12

Dica de Leitura: As Crônicas de Artur – Bernard Cornwell

Essa é uma trilogia maravilhosa que indico a todos que assim como eu são apaixonados pela história de Rei Arthur! Vou falar um pouco de cada um dos livros que compõem essa trilogia maravilhosa…

1° Livro: O Rei do Inverno

Acho que assim como Igraine, Rainha de Powys, casada com Brochvael e patrona de Derfel, o narrador dessa história, eu ansiava pelo romance e beleza que sempre imaginei na história de Rei Artur. Assim como ela, também, imaginava feitos grandes para personagens como Morgana e Lancelot e ficava esperando flores onde as paisagens só podiam ser áridas, como a realidade: nua e crua.

A história começa com Derfel, um dos mais próximos guerreiros de Artur, reescrevendo a lendária história do próprio Artur a pedido da Rainha Igraine. Gostei muito desse recurso utilizado pelo autor, pois faz com que pareça ainda mais real a nossos olhos. Além disso, a narrativa é bastante objetiva e prende a atenção. O Rei do Inverno é o primeiro livro da coleção “As Crônicas de Artur” e é grande a diferença dessa história com outras tantas já contadas sobre ele. Cornwell, pelo que pude notar na leitura e pelo que escreveu em sua “nota do autor” foi o mais fiel possível aos fatos históricos da época e embasou sua pesquisa em recentes descobertas arqueológicas deste imortal personagem, o que deixa tudo ainda mais interessante.

Sou inegavelmente apaixonada pela história do Rei Artur e confesso que só não fui capaz de dar cinco estrelas a este primeiro volume pelos motivos explicados no começo desta resenha: eu esperei mais beleza, mais romance e mais charme, principalmente em personagens pelos quais sou tão apaixonada como Morgana e Lancelot, mas Cornwell só foi capaz de mostrar a realidade e foi ótimo neste quesito. A culpa das quatro estrelas é toda minha.

Abro um parêntese aqui para dizer que Guinevere se mostrou um pouco melhor aos olhos de Cornwell do que de outros autores que já li. E acho que se talvez tivesse lido primeiro este livro, antes dos demais, principalmente As Brumas de Avalon, talvez eu não a detestasse tanto. Mas não foi o caso, e o sentimento persiste.

Em resumo, ótima história: crua e memorável. Recomendo a leitura.

2° Livro: O Inimigo de Deus

Acho que me acostumei à densidade e ao ar árido da narrativa de Cornwell, por que achei esse livro fantástico. Desde o começo até a última linha fiquei emocionada e estarrecida diante dos acontecimentos. Claro, são acontecimentos novos para o meu conhecimento da história de Rei Artur e seus cavaleiros, mas foram excepcionalmente narrados nesse volume.

A leitura da saga me fez conhecer personagens até então desconhecidos para mim e me mostrou novas versões dos conhecidos: Guinevere, Lancelot, Morgana e até Nimue que fui entender só no final deste livro e lendo a nota do autor que em outros romances ela é chamada de Vivien. Tudo se encaixou, e mesmo assim é uma nova história cheia de muita emoção, realidade, vivacidade e claro: tragédias.

Neste volume há ainda o encanto da lindíssima e tristíssima história de Tristan e Isolda que em minha ignorância eu não sabia ter ocorrido na época de Rei Artur. A história, nesta versão foi lindamente narrada. Como disse Derfel, o narrador (pelo qual acabei simpatizando muito):

Cornwell me conquistou. Pode não ser a verdadeira história de Artur (e qual será?), mas ele escreveu uma bela versão. Deixo um trecho da nota do autor que acho pertinente:

“Aquele verão, do modo como agora aprendemos a contar as voltas do sol, aconteceu 495 anos depois do nascimento de Cristo, e foi uma estação bela, cheia de sol. (…) e Dummonia estava em paz. Lembro que também foi um verão de sofrimento absoluto. Porque foi o verão de Tristan e Isolda”

“Não que eu possa fingir que a trilogia do Senhor das Guerras seja de algum modo uma história precisa daqueles anos; ela nem mesmo é uma tentativa de fazer tal história, é apenas outra variação de uma saga fantástica e complicada que nos veio de uma era bárbara, mas que ainda fascina porque é tão repleta de heroísmo, romance e tragédia”

Perfeito!

3° Livro: Excalibur

“Você não pode deixar uma história sem final, Derfel” – foi o que Igraine, Rainha de Powys e patrona de Derfel, disse. “Precisa de um final, aqui e agora” – insistiu a Rainha – “Esse é o objetivo das histórias. A vida não precisa de finais bem-feitos, por isso as histórias devem tê-los”

Derfel preferia não ter que continuar. Contou a história de Artur até sua maior vitória e realização no Mynydd Baddon, e tinha vontade de terminar ali, mas ele concordava com a sua Rainha: “a vida não tem finais bem acabados, por isso devo continuar com esta narrativa sobre Artur”

E continuou. Apesar de Merlin ter avisado “É melhor não saber do futuro. Tudo termina em lágrimas, e é só o que há”. E foi só o que houve. Lágrimas.

Artur buscou a sua vida inteira o que naquela época era impossível. Ele queria a paz numa época de guerra, justiça numa época de ignorâncias, gentilezas numa época de selvagens. Teve alguns momentos de felicidade, raros momentos de paz, nenhuma justiça, mas conseguiu uma vitória: manter a Britânia longe do ‘poder’ desvairado de um Rei que não nasceu para governar: Mordred.

A história, apesar das diferenças em alguns personagens e passagens, é muito bela, muito trágica e vale a pena ser lida. Senti um pouco de cansaço nas descrições das muitas guerras e tive que concordar com a Rainha Igraine: “Nem todo mundo gosta de ouvir sobre lanças e mortes, Derfel”, mas a narrativa de Cornwell é fantástica e todos aqueles que tem alguma simpatia pelas histórias de Artur tem que ler essa trilogia.

Vou ficar muito feliz se me escreverem contando o que acharam da leitura!! E se por acaso quiserem alguma leitura específica, podem me pedir pelo email!! Boa semana e ótimas leituras!!

EVELYN RUANI
Bibliotecária e leitora compulsiva! Apaixonada por livros e palavras.
SERVIÇO
Blog: http://blogentreaspas.com
Instagram: @blog_entreaspas
Email: entreaspasb@gmail.com

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.