Fúrias

“Interroguei a mim mesma muitas vezes acerca da razão e do sentido de minhas fúrias. Creio que elas se explicam, em parte, por uma vitalidade fogosa e por um extremismo a que nunca renunciei completamente”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça bem Comportada .