Amor, também.

“Quando a máscara foi finalmente desconectada e deixada de lado, Luke observou o rosto de seu pai. Era o rosto triste, benigno, de um idoso. Careca, sem barba, com uma cicatriz enorme correndo do alto da cabeça até quase a nuca, ele tinha olhos escuros, dispersos, profundos, e sua pela era branca leitosa, pois não fora tocada pelo sol por duas décadas. O velho sorriu, fraco; as lágrimas vitrificaram seus olhos. Por um momento, não parecia muito diferente de Ben. Era um rosto cheio de significados, que Luke lembraria para sempre. Arrependimento, era o que ele mais via. E vergonha. Memórias poderiam ser vistas passando por ele… memórias de tempos bons. E de horrores. E de amor, também”.

. George Lucas, Donald F. Glut e James Kahn in Star Wars VI – O Retorno do Jedi .