Vive

“Vivíamos como de costume. Todo mundo vive, a maior parte do tempo. Qualquer coisa que esteja acontecendo é de costume, por ignorar. Ignorar não é a mesma coisa que ignorância, você tem de se esforçar para fazê-lo”.

#MargaretAtwood in O Conto da Aia

Viver para sempre

“Uma das coisas estranhas de se viver no mundo é que só de vez em quando uma pessoa tem certeza de que vai viver para sempre, e sempre, e sempre. Esse sentimento acontece às vezes, ao se levantar na hora solene do nascer do dia, sair e, sozinha, olhar para o alto e ver o céu pálido se transformando lentamente, e coisas maravilhosas, passageiras e desconhecidas acontecem até que o leste quase a faça chorar e travar o coração diante da estranha majestade imutável do nascer do sol”.

#FrancesHodgsonBurnett in O Jardim Secreto

Era ela!

“Liévin não podia enganar-se. Não havia no mundo olhos iguais àqueles. Só havia no mundo uma criatura cqapaz de concentrar, para ele, toda a luz e todo o sentido da vida. Era ela”.

#LievTolstoi in Anna Kariênina

Arrancos

“Por causa de nossas abas em forma de asas, nosso antolhos, é difícil olhar para o alto, difícil ter uma visão completa do céu ou de qualquer coisa. Mas podemos fazê-lo, um bocadinho de cada vez, um movimento rápido de cabeça, para cima e para baixo, para o lado e de volta. Aprendemos a ver o mundo aos arrancos, em arquejos, como se prendendo a respiração”.

#MargaretAtwood in O Conto da Aia

Todo bonito

“Acordei muito antes do sol. Como ia ficar dormindo? O mundo ficou todo bonito de novo hoje. E tem zumbidos e ruídos e piados dos pássaros construindo ninhos, e cheiros para sentir, e coisas que fazem você querer sair em vez de ficar deitado”.

#FrancesHodgsonBurnett in O Jardim Secreto

Diferença

“Não faz diferença, como para aquele cavalheiro de um livro de Dickens que, com a mão esquerda, jogava por cima do ombro direito todas as questões complicadas. Mas a negação de um fato não é uma resposta”.

#LievTolstoi in Anna Kariênina

Liberdade

“Existe mais de um tipo de liberdade dizia Tia Lydia. Liberdade para, a faculdade de fazer ou não fazer qualquer coisa, e liberdade de, que significa estar livre de alguma coisa. Nos tempos da anarquia, era liberdade para. Agora a vocês está sendo concedida a liberdade de. Não a subestimem”.

#MargaretAtwood in O Conto da Aia

Sorria

“Para sua surpresa, a expressão do velho azedo de rosto castigado pelo tempo mudou. Um sorriso lento se abriu e a aparência do jardineiro ficou muito diferente. Isso a fez pensar que era curioso o quão mais agradável uma pessoa aparentava ser quando sorria”.

#FrancesHodgsonBurnett in O Jardim Secreto

Escravização das Mulheres

“É um círculo vicioso. A mulher está privada de direitos por falta de instrução e a falta de instrução decorre da ausência de direitos. É preciso não esquecer que a escravização das mulheres é tão grande e tão antiga que nós, muitas vezes, não queremos compreender o abismo que nos separa delas”.

#LievTolstoi in Anna Kariênina

Resposta

“Esta mulher tem sido minha parceira há duas semanas. Não sei o que aconteceu com a outra, a anterior. Um belo dia, ela simplesmente não estava mais lá, e esta aqui estava em seu lugar. Não é o tipo de coisa a qual você faça perguntas, porque as respostas não são, geralmente, respostas que você queira conhecer. De qualquer maneira, não haveria uma resposta”.

#MargaretAtwood in O Conto da Aia