Deus

“Eu julgara e desprezara um padre: nenhum padre poderia jamais ser para mim o soberano Juiz. Ninguém na Terra encarnava exatamente Deus: eu estava só diante Dele. E conservava no fundo do coração uma dúvida: quem era Ele? Que queria ao certo? De que lado se achava?”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .

Pouco a pouco

“A escravidão era um processo que matava pouco a pouco”.

. Octavia E. Butler in Kindred – Laços de Sangue .

Mais importante

“Fora de meus estudos, era a leitura a coisa mais importante de minha vida”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .

Perda

“tudo escorre e
tudo é perda
mesmo quando estou fazendo
o que imaginei que gostaria de estar fazendo”.

. Aline Bei in O Peso do Pássaro Morto .

Méritos

“As alegrias e as tristezas dos homens correspondem a seus méritos”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça bem Comportada .

Meu lugar.

Eu resolvera há muito, consagrar a vida aos trabalhos intelectuais. Zaza escandalizou-se um dia, declarando, provocante: “Por nove filhos no mundo, como fez mamãe, é tão importante quanto escrever livros”. Eu não via denominador comum entre dois destinos. Ter filhos, que por sua vez teriam filhos, era repetir ao infinito o mesmo refrão tedioso. O sábio, o artista, o pensador criavam um mundo diferente, luminoso e alegre em que tudo tinha sua razão de ser. Nele é que eu queria viver; estava resolvida a conquistar o meu lugar”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .

Medo

“Como fazem os outros? Como farei eu? Parecia-me impossível viver a vida inteiro com o coração torturado pelo medo”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .

“Eu estava só: pela primeira vez compreendi o sentido terrível dessa palavra, Só: sem testemunha, sem interlocutor, sem a quem recorrer. Minha respiração no peito, meu sangue nas veias, a confusão na minha cabeça, tudo isso não existia para ninguém”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .

Esquisito

“acho bonito,
mas acho esquisito também,
o amor.
quando longo
é coisa de quem mente
porque
se for pra ser sincera…”.

. Aline Bei in O Peso do Pássaro Morto .

Vida

“Eu amava a vida: não podia admitir que ela se transformasse amanhã em um lamento sem esperança”.

. Simone de Beauvoir in Memórias de uma Moça Bem-Comportada .