Machado

“E enquanto as árvores eram plantadas, o homem do machado ensinava ao filho a sua profissão”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Ignorá-las

“— Saber certas coisas pode atrapalhar nossa vida. Melhor ignorá-las”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Bastava

“Apesar de esclarecido e de ler bastante, ao menos de tentar ler um pouco mais do que o razoável, do que a média, sentia-se esmagado por um sentimento de frustração inquietante. Era um homem igual a milhares e milhares e morreria assim, não tendo acrescentado à vida, própria e dos outros, uma parcela mínima de bem ou de mal. Nem era caso de se medir em termos de bem ou mal. Ele sofria por não poder contribuir em nada para fazer o mundo um pouco diferente; um pouco só bastava”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Significado

“Nada tem significado algum. Nós é que damos significado às coisas”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Ser feliz

“Difícil como ser feliz”

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Alívio

“Perdeu a visão do quarto. Sentindo-se aliviado, pelo que não via”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Racional

“O povo começou a correr, sem saber em que direção corria. Apenas porque quando alguma coisa fora do normal acontece, o povo corre. O homem é assim, racional. Corre, depois pergunta porquê”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Compreendo

“Compreendo bem. É assim: estou livre, mas não estou”.

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Saber pouco

“O melhor, hoje, é a gente saber pouco”

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .

Confuso

“Estou confuso”
“E é pra ficar. Não queremos nada claro”

. Ignácio de Loyola Brandão in Cadeiras Proibidas .